domingo, 5 de dezembro de 2010

Puberdade Afeta #7 Polução Noturna

     É triste quando você ta lá, na madrugada de sexta pra sábado, sonhando com a Filomena  Tiazinha (ôôoo Pancada!), numa cama de casal, toda sensual com lingerie vermelha - não, preta, é mais estuproso ( Desculpa ae galera) – e... de repente... Começa a sentir algo quente subir, a 100 graus Celsius,  - coloca teu dedo em uma garrafa térmica pra ver.. ^^.. não, não é isso tudo – Acontece então... Aquela temida liberação de sêmen, ou ejaculação involuntária, mais conhecida por Polução Noturna. [carece de fontes]

Você que tem 14 anos, não faça besteira, é apenas um cartum, um cartum idoso!

     A mãe do Renatinho chega em casa e o menino num ta nem se masturbando  descabelando o palhaço, mas ele resolve  ficar aflito, não quer que a senhora Vag Ina ( Nome Italiano) pegue-o naquele estado assombroso, mas normal.

- Oh! Senhor, me ajude, ela vai me pegar... Aiiiiiii... ela vai me pegar, eu sinto isso, ela vai ver a cueca “molhada” -  A cueca do menino era azul claro, azul com amarelo da verde , imaginem a situação da pessoa agoniada – MEEEEEEEEEEEEU DEEEEEEEEEEEEEEEEUS, o que eu faaaaaaaaaço? AAAAAAAAAAAAAAAIÊ.

Ele podia simplesmente fazer isso!

     Pega um lençol e se cobre, a mãe entra no quarto rapidamente e nem olha pro filho, ou filha?Mas ele, ou ela? Apega-se àquela paranóia de que há alguma coisa errada ali. Pensa:

“Cristo, nem sou eu quem lava as roupas aqui nessa casa, o que vou fazer quando ela descobrir?”

 - Ô mãe, como as crianças são feitas? 

“ AAHHHH mas que pergunta mais sem hora, mas foi no que consegui pensar, considerando o estado em que estou!”

 - Ah meu filho, é a mamãe ganso quem trás.

“Mas que... Ela mentiu pra mim, espera só até eu soltar o lençol”

     Depois de o menino pensar isso ela olha pra ele com cara de séria, parecendo o Willian Bonner com aquelas rugas na face Hebal ( Hebal de Hebe) e tenta puxar o lençol pra lavar.

“EmanuEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEL, ela vai ver!”

     Puxa o lençol de volta para si, e a mãe percebe, tenta puxar de novo, o menino começa a correr pela casa, desesperado, procurando outro quarto pra se trancar.
    A mãe o encontra dentro do guarda-roupa passando cuspe no lençol. Pega e vê a coisa toda, ela teria que dedicar um dia inteiro só pro cobertor do menino.

“Droga, o que ela vai falar, o que ela vai fazer, como vou viver com esse peso na minha consciência, como vou comer e dormir todos os dias?”

Lençol melado, até parece que cuspe resolve isso aí.

-Ô Renatinhô, vem cuidar de lavar isso aqui que ta a maior porqueira, até me lembra do seu pai aos 14 anos, eu ralei muito naquele tempo!

     O menino sai do guarda-roupa e ri... E acorda também, olha sua cueca e vê algo estranho, ouve o som da mãe entrando em casa e corre pra lavanderia.

- Filho, onde cê ta?
- Tô banhando mãe, vem pra cá não que to pelado!

“ Uffa, Graças a Jesus deu tudo certo, mas será que a história do papai é verdade? 14 anos? RAM”

     Renatinho descobriu que por mais que não queiramos, algumas coisas são involuntárias e essenciais na vida, aprendeu que nunca se deve dormir com uma cueca azul clara quando se tem 14 anos de idade!

Autor: Felipe Barreto



4 comentários:

  1. shaushuashuas..
    nunca tive polução noturna! sou bom. kkk

    ResponderExcluir
  2. Quem já teve polução noturna?
    (Gozada da Madrugada? - Pros menos cultos - )

    ResponderExcluir
  3. Já tivee tbm .. mas num teenteei limpar com cuspe .

    ResponderExcluir